RSS

The Fifties – Pic Europeu

12 Jul

Adivinha doutor quem tá de volta na praça?”
Não, não é o Planet Hemp, a ex-quadrilha da fumaça (felizmente, né! Já tem muito maconheiro reunido por aí!).

Estamos de volta e já começamos com um lugar recém inaugurado. Então se você ainda não foi ver qualé que é a do tal Fifties,  vê aí o que nós achamos (semana que vêm tem o segundo post, não percam!).

Chegamos e tinha uma lista de espera, demorou pouco menos de 10 minutos para nos chamarem, nunca tinha visto uma lanchonete com tanta fila e gente na expectativa. Mas como ainda está em fase de inauguração, hambúrguer está na moda, e é novidade na cidade, dá para entender o grande movimento.

O Fifties fica naquela parte bonita que fizeram no Shopping Curitiba, logo na entrada pela Rua Brigadeiro Franco. Fica à direita, do mesmo lado do Outback só que no fundo. Ah, vocês vão encontrar.
Lugar bonito que como o próprio nome diz, é inspirado no anos cinquenta. Muito bem iluminada, com uns puta espelhos redondos emoldurados na parede lateral que ficam os bancos de canto vermelhos e confortáveis e também tem uma parte com mesas fora da lanchonete, nessa parte do shopping que virou uma praça de alimentação chic, tirando o Habib’s (que é de pobre mas como ainda dá dinheiro, resiste no meio do núcleo rico) que por sinal ficou com a entrada bem encoberta. Tem coisa mais curitibana que isso? Agora até dentro do shopping escondem a parte pobre e mostram bem a parte rica e bonita.

Os garçons são uniformizados como garçons americanos dos anos 50 mesmo, mas usam um iPod touch para anotar os pedidos. Não seria mais coerente um bloquinho de papel e uma caneta, que eles poderiam colocar presa na orelha para compor o visual?
Já que falei dos uniformes vou falar uma coisa que eu acho, os funcionários dessas redes de fastfood merecem ganhar um adicional de “ridicularidade” por terem que usar esses uniformes escrotos. Os do Bob’s acho que conseguem ser os mais feios, se bem que McDonald’s e Burger King não ficam atrás. Sério, eu ficaria com vergonha de usar aquela roupa nada a ver. Antes que digam qualquer coisa, não estou falando da função, até porque meu sonho até pouco tempo atrás era ser chapeiro (como dizem os modernos, acho “daora”). Talvez por isso eu não seja uma pessoa feliz, preferi  ganhar dinheiro… mas nem ganhei.

Vamos falar de comida que é para isso que serve essa bagaça.
O cardápio deles tem umas opções diferentes, é bom inovar (ou renovaaar, quem lembra do Toninho da Renovaaar?) embora eu seja conservador e sempre pegue mais ou menos a mesma coisa, já falei sobre isso no post do Guiolla, não vou repetir.
Mas dessa vez me atrevi e fui no tal “Pic Europeu”, mas acho que deveria ser Pic Italiano já que tem Peperoni, tomate e creme de queijo, um lance meio pizza.

A primeira impressão é que quando você morde e pega uma rodela de peperoni, tudo fica com o gosto de peperoni, o pedaço de carne que veio junto na bocada, fica parecendo um naco de peperoni, bom se fosse numa pizza e não num hambúrguer onde a carne é o personagem principal e o resto é tipo ator coadjuvante, que vez ou outra rouba a cena, mas para isso tem que ser muito bom. Outro coadjuvante que afundou a obra foi o queijo, ou creme de queijo que pra mim foi a maior decepção, é um creme insosso(tá, para contrabalançar com o peperoni mas mesmo assim) e pra piorar fosco, arenoso, deixava a língua com uma sensação de aspereza que não era legal. E para completar tinha um tomatinho cortado tão fino quase não se percebia o coitado.

O pão na foto parece que tem uma casquinha crocante, mas não tem, é pão de hambúrguer normal, pode ter sido comprado na “maravilhosa” panificadora do Mercadorama aqui perto de casa. Por esse preço, se espera pelo menos um pão melhorzinho, mas nem a isso se deram ao trabalho.

Esse sanduíche é como algumas pessoas, que são bonitas, atraentes e desejáveis a primeira vista, mas quando vamos chegando mais perto, é aí que se percebe que é muito visual para pouco tempero e conteúdo. O hambúrguer de 230g de picanha, por isso o Pic no nome(tem a opção de 150g, mas achei pouco), é um grande hambúrguer, a aparência é bem boa, com um leve rosadinho no interior e suculento, preparado no ponto mesmo, do jeito que a gente gosta de ver.
Pena que no fator primordial que é o gosto, deixa a desejar, e muito. Lá no fundo eu sentia um gostinho da carne, de todas as mordidas, em apenas duas eu pude dizer “hum, que gosto bom”. Não é o que se espera por um hambúrguer de quase trinta reais, o que se espera é que o sabor salte de todos os lados e afogue nossas papilas gustativas numa enxurrada de sabor, e não ter que ficar procurando ou até se esforçando para achar gosto e não ficar se sentindo um mané por ter pago trinta reais nisso.

E não acompanha batata frita! com esse preço e não acompanha batata? Como assim!?
Tá, você resolve pedir uma porção, quer uma maionese para comer com a batata? Tem que pagar quatro reais, mas o catchup Heinz é de graça… Que lógica é essa? O que é mais barato, uma Hellman’s ou um Catchup Heinz?

Que preços são esses? Ceis tão loco? Preço de São Paulo (a rede é de lá) na província de Curitoba não rola. Acho que Fifties não representa só da década de 50, mas também já é a indicação que você vai gastar uns 50 mangos se quiser um lanchinho na casa.
Querem mais um exemplo? Lá eles fazem “vaca preta”, pelo menos tem no cardápio (ponto positivo, faz muito tempo que não vejo isso em lugar nenhum e é uma parada que curto muito) mas cobrar R$13,90, por uma ou duas bolas de sorvete e uma lata de coca-cola, nem fodendo!

Resumindo, foi uma puta decepção, o sanduíche não é bom e pra piorar é absurdamente caro. O lugar é até bonito, mas como vou para comer e não para olhar para as paredes (embora faça muito isso às vezes), prefiro ir a outro lugar na próxima.

Ficha técnica:

Pic Europeu

Ingredientes: “Hamburger de picanha, um saboroso creme de queijo, tomate e peperoni” (no meu colocaram só creme de queijo, esqueceram de colocar o saboroso junto).

Preço: R$25,60 + R$4,00 coca-cola lata + 1/3 de uma porção de batata. Total: R$36,60 (no mínimo abusivo)

Ponto alto: A carne talvez seja realmente a parte boa, mas precisa ser mais bem tratada.

Ponto baixo: Não acompanhar batata frita (mancada!), preço absurdo, pão sem graça, creme de queijo àspero…

Avaliação: D-

O The Fifties fica dentro do Shopping Curitiba na Rua Brigadeiro Franco, 2300  (41) 3308-2184.

 
5 Comentários

Publicado por em 07/12/2012 em Uncategorized

 

Etiquetas: , , , , , , , , , , , ,

5 responses to “The Fifties – Pic Europeu

  1. Alfredo

    02/26/2013 at 16:55

    Vê-se que vc “intende” muito de burger mesmo…
    curitiboca provinciano….só porque não é daqui a casa foi destratada….
    O sanduba é bom para caráleo….
    Mas, como diria o Millôr, “Não vale discutir com um idiota…”

     
    • Murilo Ribas

      02/26/2013 at 17:09

      Pelo mesmo argumento do Millôr, não vou te responder. Alfredo, seu paga pau. RÁ!!

      ” Volte Sempre! ”😉

       
  2. Cláudio

    03/14/2014 at 02:37

    Trabalhei com fast food por bastante tempo e achei o Burger desta rede de lojas uma maravilha. A carne sempre esteve fresca e saborosa e o pão bem macio. Acho que suas críticas seguiram um critério muito limitado pois vem de um único sanduíche que tinha um ingrediente fora do seu gosto.

     
    • Murilo Ribas

      03/19/2014 at 18:55

      Oi Cláudio.

      Aqui no blog temos o lema “One Life One Chance”.
      Fato é que o Fifties não vale o que cobram.

      Obrigado pelo comentário, volte sempre!

       

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: