RSS

Kharina – The Highway

06 Set

O Kharina (sim, “o”. Ninguém fala vamos “na” Kharina) é um dos lugares tradicionais de Curitiba, mas agora com a cara da modernidade. A cara que o Batel quer. Adeus àquela decoração anos 90 meio zoada com bancos de fibra de vidro e almofadas que já não amorteciam as bundas que por ali passavam.
Da para ver que o lugar foi todo repensado, arquitetado por algum profissional que assina a obra, mas acho isso frescura e não vamos dar crédito para esses arquitetos de egos inflados. Brincadeira, é que não faço ideia de quem tenha planejado o negócio, mas achei um bom trabalho.
Poltronas vermelhas confortáveis para todos. Esse deveria até ser um slogan para campanha eleitoral, eu queria uma poltrona vermelha confortável na casa de todo brasileiro. Afinal, “gente é pra brilhar”.
Para dar mais uma ideia da nova decoração, o lado de fora pela Av. Batel segue uma linha “clean”, com o nome sem a bandeirinha(?) do logo no nome, colocado no ferro oxidado  que também é utilizado na frente do Shopping Crystal. E esse novo projeto também segue outra onda arquitetônica das paredes e “cercas” de vidro. Algo como, olhem como somos bonitos e ricos e felizes aqui dentro do aquário.

Com a reformulação do exterior e interior,  veio o cardápio novo e a linha Prime de hambúrgueres.
Poderosos Primes de Hamburger para salvar nossas vidas da monotonia alimentícia!
Felizmente mantiveram o clássico Club Kharina, que para mim tem valor sentimental…mas isso é outra história.

Estava rolando um sonzinho relax, de praia, que não combina muito com o clima frio curitibano, tocou Jack Johnson, Sublime( vai curtindo aí enquanto lê), uma versão lounge bizarra de Sweet Child O’ Mine, e várias dos Los Hermanos, os barbudos socialmente aceitos pelas patricinhas e a classe média (o Marcelo Camelo hoje até é considerado intelectual da MPB).
Eu barbudo, que quando passo pelas ruas do batel vejo as pessoas travarem as portas do carro, tenho a impressão de que elas não devem me achar com cara de intelectual da MPB. Eba!

Já posso dizer que essa infinita highway (acho que todo mundo lembra disso quando lê o nome do sanduíche, não que isso seja bom) do Kharina foi uma surpresa positiva, tendo em vista que ultimamente os lugares caros tem mais decepcionado do que agradado. Culpa deles mesmos, colocam os preços lá em cima e a expectativa também, aí não cumprem o prometido e a casa cai.

Quando escolhi pensei “opa esse só tem coisa boa, carne, bacon e queijo (não preciso de muito mais que isso para ser feliz),  não tem salada nenhuma . . . mas será que não vai ficar seco?”
E já te digo que não fica seco.

Já começam acertando na escolha do pão francês bem fresco, artesanal, crocante e macio ao mesmo tempo. E de bom tamanho, não é miniatura como o da Galeria Lúdica ou Elvis Costella, por exemplo. Embora sejam até parecidos, esse é para segurar com as duas mãos.
E agora, para a parte que supre a umidade da salada, adivinhem: a carne. Sim, suculenta, grelhada e gostosa. Se estivesse um pouco mais vermelhinha no interior, estaria perfeita. Mas seria pedir de mais.  160g de gostosura acompanhada daquilo que todo gordo adora, bacon!
Não em tiras como é visualmente mais atraente e como acho que quase todo mundo deve preferir, mas picadinho e numa quantidade boa,(tenho que repetir isso aqui porque é muito engraçado, “X-beico” do SWU) na foto não da para ver mas olha o espaço que separa o hambúrguer da parte superior do pão, sim, quase um dedo de bacon picado, e os caras ainda tiraram boa parte da gordura (clap, clap,clap), deixando apenas a carninha crocante e um pouco da gordura para não deixar seco, claro.

O queijo (que não quero ficar no lenga-lenga de que sempre poderia ter um pouquinho mais), é dos bons e da a liga entre o bacon e a carne, unifica as duas coisas e transforma esse sanduíche num Autobot fantástico.

E agora vos digo que entendo a Ana Maria Braga. Quando você come uma parada boa, na primeira mordida você é surpreendido, e aí acaba rolando até inconscientemente um “Huuummm!!”. Mas não precisa toda aquela putaria de chamar os cachorros, passar em baixo da mesa e blá, blá, blás, né?!

A parte ruim é a maionese especial Kharina que vem no potinho. Que parada ruim, muito forte o gosto de alho!
Ruim, mas eu ficava comendo, acho que na esperança de que em algum momento ficasse bom, mas acabaram as batatas e não ficou. #chatiado
Era uma maionese de alho, fiquem espertos. Se você for daqueles que deixa as batatas para o final e para comer com a maionese, cuidado para não ficar com bafo e depois perder de dar umas bitocas na gatinha! #FicaDica (segunda referência internética, to ficando moderno!)
Poderia ter a opção de maionese normal, simples assim, até ficaria mais interessante, oferecer a opção de maionese normal e a “especial” caso o cliente queira experimentar. Não precisam inventar moda em tudo.
Resumindo, é um Optimus Prime. (Autobots e ótimo hambúrguer prime = Optimus Prime … han-han?!!)

Ficha técnica:

The Highway

Ingredientes: “Queijo prato derretido, bacon tostado. Acompanha maionese especial Kharina”, no cardápio aparece desse jeito, só isso, porque está implícito que todo sanduíche vem pão e carne, né?!

Preço: R$18,50 + 1 lata Pepsi que não lembro quanto é, deu R$23,65.

Ponto alto: Quase tudo, carne boa, bacon, tamanho . . .

Ponto baixo: A maionese especial que nem precisava ser especial.

Avaliação: B+

Tem alguns Kharinas espalhados pela cidade, esse que fomos fica na Rua Benjamin Lins, 765, no batel. (41) 3024-1253

 
2 Comentários

Publicado por em 09/06/2012 em Uncategorized

 

Etiquetas: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

2 responses to “Kharina – The Highway

  1. Kharina

    09/09/2012 at 03:12

    Olá! Gostaríamos de agradece-lo pelas criticas positivas e construtivas. Já estamos testando uma nova receita para a maionese especial, mas enquanto isso vc pode solicitar ao atendente para trocar por maionese normal. Qualquer pessoa pode pedir essas trocas nos nossos pratos! Sobre o hambúrguer, agora ele é grelhado e esta com uma receita nova, ficamos felizes que tenha gostado. Qualquer duvida entre em contato conosco no falecom@kharina.com.br Aproveitamos para convida-lo a conhecer nossa central de producao onde são fabricados os hambúrgueres.

     
    • Murilo Ribas

      09/12/2012 at 00:20

      Oi pessoal do Kharina!

      Legal essa troca de ideia, ganharam mais uns pontos comigo.
      Agradecemos o convite, qualquer coisa entraremos em contato!

      Quinta-feira tem o outro post, voltem aí! 😉

       

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: